Perguntas frequentes

  • Nos trabalhos de produção (JOBS) - quem é quem?
    • 1- CLIENTE CONTRATANTE (OU ANUNCIANTE): quem é representante ou dono da marca
    • 2- AGÊNCIA DE PUBLICIDADE (OU DE CRIAÇÃO): quem cria o job
    • 3- PRODUTORA DE FILMES: quem produz o job
    • 4- PRODUTOR DE ELENCO: quem seleciona o Elenco do job
    • 5- AGÊNCIA/AGENTE: quem é interveniente (que agencia) o Elenco do job
    • 6- BOOKER: profissional da agência que atende ao Produtor de Elenco
    • 7- ELENCO (CASTING): pessoas que cedem sua imagem e atuam no job
    • 8- EQUIPE: Profissionais que executam o job
  • Como fazer o material de foto?

    O mais importante é sempre visualizarmos o seu retrato mais natural e atualizado possível, com o visual que está no momento, (cor e corte de cabelo/barba etc). Pode ser uma foto profissional em estúdio ou de celular mesmo, sempre observando para não usar boné ou chapéu, maquiagem muito carregada, óculos de sol, filtros ou produções que te descaracterizem como você é naturalmente. Uma foto de referencia atual é importante, pois normalmente utilizamos essas fotos para te chamar pessoalmente e fazermos o material que será usado para te apresentar a um cliente/agência de publicidade.

    Então, não adianta caprichar um monte no seu material de foto, que sai caro, retocado e datado, se seu visual que será apresentado ao cliente é diferente daquele que você apresenta pessoalmente. Procure ir aos testes com o visual que está no ultimo material enviado, assim a chance de você ir a um casting correto para o seu perfil (e ter sucesso), aumenta muito. Caso você esteja com o visual diferente da foto apresentada é obrigatório informar essa condição no ato da consulta do trabalho, antes de ir ao teste.

    Se houver o desejo ou a necessidade de apresentar um material mais profissional, procure um fotografo que já tenha realizado outros trabalhos e que você pode ver e avaliar o resultado. Você deve ter o mesmo cuidado para ter um resultado de fotos naturais, sem figurinos específicos, que descaracterizem o perfil que você tem pessoalmente. Os modelos normalmente tem uma necessidade maior em apresentar um material mais produzido, principalmente para o mercado de moda (fashion) e de mídia impressa, mas ainda assim, os Bookers sempre tem o cuidado de ter disponível o material em “polas” (fotos digitais), ou fotos sem produção, para que o Produtor possa avaliar a pessoa como ela realmente é.

  • Como e para que fazer um material em vídeo?

    O ideal é que todo artista mantenha um canal pessoal no “YouTube” ou “Vimeo” com seus vídeos, como um acervo digital de seu material. Também pode ser interessante separá-los por tema, tipos de mídia (cinema, TV, publicidade, teatro) etc. Também, a partir dessa organização, você atualiza seus links com facilidade no Sistema Elenco Digital.

    Mas, se você ainda não tem trabalhos registrados, recomendamos reproduzir cenas de alguma Série de TV ou Filme que você goste e registrá-las em vídeo (mesmo que caseiro), para que tenha diversos tipos de vídeos e o registro de suas diferentes atuações.

    Isso é importante, pois diferente da publicidade, o cinema e mercado de TV em geral não tem orçamento suficiente para realizar muitos testes presenciais. Por essa razão é muito difícil um Elenco ser chamado sem que haja uma pré-seleção pelos seus links de vídeos, reel de trabalhos anteriores ou até mesmo um vídeo que o Produtor pede especifico para aquele personagem, e que o ator deve enviar com uma cena predefinida, ou uma apresentação específica. Enfim, algum material audiovisual que permita ao Produtor (e muitas vezes também ao Diretor) perceber se o Elenco é adequado àquele tipo de trabalho para, só então, marcar uma data e horário para vê-lo pessoalmente, seja para um teste ou para uma leitura de roteiro com a direção. Esses testes muitas vezes nem chegam a ser divulgados e o Produtor de Elenco só entra em contato com quem já está numa fase final da seleção.

    O fato é que os que possuem um bom canal de vídeo, com referências atuais e ainda aqueles que atendem ao pedido do Produtor no envio de material especifico, sempre tem mais chances de serem chamados para trabalhos de Cinema e TV. Além disso, na Publicidade os trabalhos costumam ter prazos mais apertados e diversas vezes o Elenco pode ser aprovado diretamente pelo material enviado, sem a necessidade de testes de VT. Por isso, recomenda-se atenção e todo cuidado com o seu material em vídeo.

  • Como escolher uma Agência / Agente?

    O Agente/Agência é que ajuda no direcionamento e organiza a carreira do artista, além de ser interveniente nos contratos entre os Clientes e o Elenco. Existem diversos tipos de Agências. As que trabalham mais com modelos, apenas com atores e atrizes, outras com uma combinação dos dois e ainda aquelas especializadas em figuração.

    Para maior proximidade e melhor relacionamento, recomendamos ao Elenco trabalhar com uma única Agência, aquela na qual confia e com a qual mais se identifica. Caso não seja possível ter apenas uma Agência ou Agente, procure trabalhar com duas ou três no máximo. Estar cadastrado em muitas agências não é garantia de trabalho e muitas vezes só confunde a agenda, além de atrapalhar a organização e o controle de seus contratos vigentes.

    Nos casos de o Elenco pertencer a mais de uma Agência, é o Produtor de Elenco quem determina por qual Agência ele quer te chamar para o trabalho. Naturalmente isso não irá ocorrer caso o Elenco seja exclusivo de uma Agência ou Agente, nesse caso, naturalmente, o Elenco será sempre chamado através de seu único interveniente indicado.

    Por outro lado, aqueles que gerenciam a sua própria carreira, sem Agências ou Agentes, precisam ter um excelente mailing de contatos e um cuidado impecável com a agenda de compromissos. Esses são alguns dos fatores que determinam se você realmente pode cuidar de sua carreira sem o auxilio de uma assessoria ou de agenciamento profissional.

  • Como os caches são cobrados?

    Vamos supor que o cache seja R$ 1.000,00+20%. Os 20% referem-se à taxa que a Produtora de Filmes paga para utilizar o serviço da Agência. Assim, do cache de R$ 1.000,00, neste caso, a Agência desconta 20% da remuneração do Elenco.

    Na prática funciona assim: O artista fornece uma nota fiscal de R$ 800,00, mas caso ele não possua a nota fiscal própria ou outra forma válida de faturar o valor com o contratante, a Agência emitirá sua nota pelo valor total e vai descontar os impostos sobre esse valor.

    Salvo combinações de negociações especificas, como quando o Elenco é exclusivo, é desta forma que funciona a remuneração do Elenco. Existe uma tabela de referência do sindicato, mas como cada trabalho é diferente do outro, o que vale é a livre negociação.

    Para o Elenco, a Agência propõe o cachê oferecido pelo Produtor de Casting e os artistas tem o livre arbítrio de aceitarem ou não. Eles, juntamente com a Agência, podem sempre fazer uma contraproposta e, com a mesma liberdade, o Produtor aceitar ou não.

    A diferença de valores pagos na publicidade e entretenimento já foi maior, embora ainda haja um consenso de que existe mais verba na publicidade. Mas isso depende muito do personagem, do tempo requisitado, da visibilidade e do tempo de profissão do ator.

    Os caches são subdivididos entre prestação de serviço e uso de imagem. Quando é usada a tabela, existe um valor determinado pela diária de trabalho e as eventuais renovações são calculadas a partir do contrato de uso de imagem, mas quando é livre negociação, o uso de imagem corresponde a 70% e a prestação de serviço a 30%, sendo a renovação estipulada na soma dos dois valores (Se o contrato ainda for vigente). Se este não for mais vigente, vale a livre negociação entre as partes

  • Em Publicidade, como funcionam contratos de exclusividade com o cliente?

    Vamos supor que você faça um comercial de instituição financeira e assine um contrato para seis meses de veiculação. Entenda que você não poderá fazer teste ou comerciais para outras instituições financeiras concorrentes durante este período, mesmo que este não esteja mais veiculando (exclusividade de segmento).

    Também vale observar que o comercial tem até 30 dias para ir ao ar, além do tempo estipulado para veicular. Por isso é importante entender os termos contratuais que definem a Exclusividade, pois um comercial de seguros, dependendo do cliente, engloba também instituições financeiras. Assim como um comercial de telefonia, pode englobar Internet, TV a Cabo, além de todos os serviços que aquele cliente fornece (contratualmente descritos).

    Na TV existem diferentes tipos de contratação, muitas vezes há exclusividade apenas para concorrentes diretos.

  • O que é um Termo de Compromisso?

    Quando você vai a um teste em vídeo ou foto, preenche um Termo de Compromisso, que é um pré-contrato e que possui todas as informações e condições do trabalho que está sendo proposto. Lembre-se que esse Termo é um instrumento jurídico legalmente válido. Por isso é extremamente importante que você preencha com consciência e veracidade todas as informações. E também que, já antes, desde o ato de ser consultado para o teste, esteja certo de que todas as observações referentes às datas, cachês, mudanças de visual etc, já tenham sido comunicadas e que o Produtor já tenha concordado com qualquer observação, exigência ou restrição que você indicará nesse documento.

  • O que é cachê-teste?

    Por exemplo, em São Paulo, atualmente, a quem possui DRT (registro profissional) como Ator/Atriz ou Modelo, a Lei assegura o direito de o Elenco receber R$ 80,00 reais de Cachê-Teste, referentes à sua prestação de serviço no dia do Teste de VT (seleção presencial).

    Cada Produtora de Filmes, e seu departamento financeiro, tem uma regra para esses pagamentos, mas em geral é necessário levar alguns documentos que comprovem seu registro profissional, como: uma cópia simples do DRT, carteirinha do SATED ou carteira profissional (CTPS) com o registro. Esses documentos devem possuir o nome completo do artista, número do DRT e assinatura, além de cópia do RG/CPF, incluindo a parte que consta sua assinatura.

    Algumas Produtoras também pedem cópia simples do registro no PIS, a título de desconto do ISS e INSS na fonte, o que faz com que o artista receba (neste exemplo) o valor líquido de R$ 67,20.

    Como cada Produtora tem o seu próprio método, confirme com a sua Agência/Agente o que é necessário levar para ter esse direito assegurado. Também, para facilitar a vida do Produtor, é legal levar o troco, mas claro que isso não é obrigatório. É uma gentileza, um jeito de ser proativo e colaborar com o processo de produção.

  • Sobre o comparecimento aos testes

    Por favor, entenda que o Produtor de Elenco tem que escolher um número limitado de candidatos a serem testados, tanto em razão do valor disponível para pagar os Cachês-Testes, quanto em relação ao tempo que leva para cada teste ser realizado.

    É extenso o trabalho de consulta a muitas pessoas até a montagem da lista final. Pois imagine que para cada candidato devem ser consideradas diversas variáveis, como: quem está disponível contratualmente, quem está no visual e no perfil, aqueles que entenderam e concordaram com os Termos e Exclusividades negociadas, que estão livres nas datas, etc.

    Com a lista de quem confirmou, o Produtor tem uma estimativa mais precisa do que será o resultado desse trabalho ao final da diária de teste. Por isso, se a pessoa confirma e não vai, além desperdiçar uma diária paga pela infraestrutura do Teste, ela tira a chance de um próximo candidato ser chamado (imagine que em algum teste o próximo poderia ser você).

    Por isso, quem atrasa no horário marcado, chega com um visual diferente do escolhido, ou com observações no Termo que não foram conversadas antes da confirmação para o teste, coloca todo o trabalho do Produtor em risco, além de estar desrespeitando o Cliente contratante e os esforços de toda a equipe de produção. Como consequência natural, essa pessoa dificilmente será priorizada em outras oportunidades de trabalho.

    Por vezes é pequeno o tempo para testar uma quantidade grande de pessoas. Assim, mesmo que haja uma pré-seleção, e o intuito seja realizar o teste com maior rapidez, cada pessoa tem seu próprio “timing” dentro do estúdio e invariavelmente há uma espera. Aproveite esse tempo para estudar o roteiro, estar seguro com o texto e que esteja no seu melhor visual.

    Essas são algumas das observações e recomendações mais importantes. Por isso, se você é frequentemente chamado por um Produtor desorganizado, ou que chama sem critério, você também sempre tem a opção de não priorizar os testes convocados por ele.

  • Sobre figurino e maquiagem no teste

    Além de observar qual o personagem que você vai fazer, ou se há alguma orientação do Produtor nesse sentido, cabe aqui o bom senso. Por exemplo, se o convite for para fazer um personagem “executivo”, vá o mais próximo possível da vestimenta que passe a credibilidade para este personagem.

    Muitas vezes há um figurino disponível no teste, mas este pode não ser exatamente do seu tamanho, não te cair bem, ou já ter sido usado por muitas pessoas ao longo do teste. Então nada como garantir o seu melhor visual.

    Em tempo: mesmo que não haja uma orientação especifica do Produtor, não vá aos testes de camiseta regata (a não ser que tenha sido solicitado), ou roupas com muitas estampas ou listradas (que dão “batimento” no vídeo). Procure sempre um figurino mais neutro, bem arrumado, pensado para aquele personagem.

    Procure ir sempre com uma maquiagem básica de pele natural e saudável, sem exageros, não muito carregada. Para testes com mulheres ou testes de beleza, há na maioria das vezes um maquiador contratado pela produção. Mas a maquiagem toma um tempo para ser feita e muitas vezes não há como cuidar do cabelo, fazer escova, etc... Sendo assim, procure ir com o cabelo bonito e arrumado, mais próximo de como você está na foto que forneceu como sendo a sua mais atual.

  • O que é estar editado?

    Quando você é avisado que está na edição, quer dizer que você será apresentado para a Agência de Publicidade (Criação) e para o Cliente Contratante. E lembre-se: As condições e observações de seu Termo de Compromisso continuam valendo!

  • Sobre as resposta do teste

    O Produtor deve avisar o Elenco, a Agência/Agente quando sai a resposta do teste. Assim as pessoas que não foram aprovadas são informadas por suas agências e ficam liberadas do Termo de Compromisso.

    Às vezes, dependendo do trabalho, a resposta demora um pouco. Então, mesmo que já tenha passado um tempo do teste, sempre confirme sua liberação antes de assumir outro compromisso, ou fazer qualquer mudança no seu visual.

  • Contratação e pagamento - microempresa / nota fiscal

    Essa questão depende de regras internas de cada Produtora, mas as opções geralmente são: (1) ter uma empresa aberta na área artística no seu nome, com conta jurídica própria; (2) pertencer a uma cooperativa; (3) ter uma MEI (Micro Empreendedor Individual, que depende da possibilidade de seu enquadramento na lei); (4) emitir um RPA (Recibo de Pagamento de Autônomo); ou (5) fornecer a nota fiscal sobre o valor total, emitida por sua Agência interveniente. Sempre confirme com a Produtora de Elenco se há alguma restrição da Produtora de Filmes nesse sentido.

  • Só atores e modelos com DRT podem fazer comerciais?

    Os Clientes anunciantes determinam que tipos de pessoas específicas eles querem que participem da peça publicitária ou comercial a ser produzido. Pode ser um famoso, um apresentador, um esportista, uma celebridade ou pessoas menos conhecidas. Vale o que foi planejado pela criação da Agência de Publicidade e aprovado pelo Anunciante.

    Quando há um filme com depoimentos de clientes reais, ou que pratiquem um esporte especifico, ou que toquem determinado instrumento, o Produtor de Elenco busca as melhores opções, entre “atores” e “não atores”. Também nesses casos, por vezes são pedidos “não atores”, pois buscam autenticidade e o depoimento pessoal da pessoa, um “algo mais” que “não está no roteiro”, que é dito com a sinceridade e a naturalidade que está sendo buscada.

    Porém quando o filme requer uma interpretação de um personagem/texto, buscam os melhores atores, mirando aqueles que poderão passar credibilidade e dar vida a um roteiro.

    Da mesma forma, quando são procurados modelos para um comercial, estes devem ter, além do perfil, a personalidade, medidas, beleza e o “jeito” que se adequam ao projeto.

    Os que não possuem DRT tem que fazer uma carta ao Sindicato dos Atores, que é anexada ao contrato, contendo um pedido de registro especifico. Esse documento é fornecido pela Produtora de Filmes. Deverá ser recolhida taxa de Contribuição Sindical imposta pelo Sated.

  • Sobre a figuração

    A figuração, quando é requerida, é parte muito importante dos processos de produção. Ela ambienta e concede veracidade às cenas.

    Em geral esse Elenco é selecionado diretamente pelo material de fotos, que devem ser e estarem naturais, além de sempre atualizadas em seu cadastro no Sistema.

    Os figurantes, quando consultados, devem informar se possuem algum impedimento na data, se mudaram o visual em relação ao material ou qualquer outra restrição que o Produtor de Elenco deva ter conhecimento.

    Aqueles que estão de acordo são submetidos à direção e os aprovados são comunicados sobre o local, o dia e a hora que devem comparecer para o trabalho. Ao mesmo tempo, o Produtor de Elenco fornece seus dados pessoais para o seguro e as medidas para o figurino.

    No set de filmagem é assinada uma Autorização de Imagem, que não inclui nenhum tipo de exclusividade com o produto que está sendo Anunciado. O pagamento é feito pela diária de trabalho e faturada com Nota Fiscal (ou outra forma autorizada pela Produtora e Filmes).

    O figurinista produz quando há algo especifico ou leva roupas básicas de auxilio na montagem dos visuais que foram “brifados”, mas na maior parte das vezes é requisitado que o figurante leve algumas opções dentro do perfil pedido.

    Quando o figurante confirma e não vai, ou avisa em cima da hora, ou diz no meio da diária que tem que sair para outro compromisso, ou ainda aqueles que se atrasam, certamente serão evitados tanto pelos Produtores de Elenco como pelas Agências intervenientes. Uma vez que foi pago o valor do seguro, foi tirada a oportunidade de outra pessoa realizar o trabalho e atrapalhou o bom andamento da diária. Você pode acreditar, todos tem uma lista com os quais preferem trabalhar, assim como uma lista quem preferem evitar.

    Os bons figurantes, aqueles que têm atenção ao set, ao briefing, cumprem os horários e entendem a cena que está sendo feita. Esses sempre são lembrados. Alguns, muitas vezes, agradam de tal forma que acabam desempenhando papéis como um Elenco de Apoio, ou coadjuvante, podendo ter o seu cachê renegociado para que a sua imagem apareça.

    O figurante deve ficar até o momento que for liberado pela equipe da Produtora de Elenco presente ao Set. Caso haja horas extras ou qualquer outra questão, estas são negociadas posteriormente pelo Produtor de Elenco e a Agência. O set não é local para negociação, reclamação, desrespeito, nem de nenhum tipo de questão que fuja ao bom desempenho de todos que estão lá.

    Lembre-se que, apesar de parecer um lugar divertido e muitas vezes lúdico, o set de filmagem é um local de trabalho, onde a equipe coloca em prática o que foi preparado por dias (e noites) até o momento da realização efetiva do trabalho. Isso requer uma sintonia muito grande entre todos os envolvidos, o que certamente inclui os figurantes.